Clotilde Rosa (1930-2017) Em Foco no MIC​.​PT EM Maio
A 11 de Maio de 2018 Clotilde Rosa (1930-2017) - compositora editada pelo MIC.PT, harpista e professora - teria celebrado o 88.º aniversário do seu nascimento. É inclusive por esta ocasião que a secção Em Foco do MIC.PT é dedicada a esta artista que contribuiu de uma maneira fundamental para a expansão da música contemporânea em Portugal.
Clotilde Rosa cresceu no seio de uma família de fortes tradições musicais e artísticas. Depois de finalizar os estudos musicais dedicou-se à harpa, tendo tocado em orquestras, com grupos de câmara e como solista. Não obstante, o contacto fundamental para a sua vida enquanto compositora surgiu na 1.ª metade dos anos 60 quando conheceu Jorge Peixinho, com quem visitou os famosos Cursos de Verão em Darmstadt na Alemanha e com quem, no inicio dos anos 70, fundou o emblemático Grupo de Música Contemporânea de Lisboa.
Clotilde Rosa despertou para a composição por volta dos 45 anos de idade e a partir daí nunca deixou de escrever música. O seu catálogo de obras inclui cerca de 110 títulos: música de câmara, música orquestral, uma ópera, um bailado e peças didácticas; várias delas ainda à espera das suas estreias. Ultimamente na sua linguagem musical a compositora não tem obedecido a nenhum código estabelecido, utilizando livremente uma simbiose de várias técnicas - do serialismo ao minimalismo repetitivo, incluindo procedimentos aleatórios.
Em Maio (re)descubram a obra de Clotilde Rosa, visitando a secção Em Foco do MIC.PT onde publicamos uma conversa com a compositora de Outubro de 2017. Esta entrevista fará também parte do Dossier n.º 19 do MIC.PT dedicado a Clotilde Rosa, cujo lançamento está previsto para este mês para marcar um evento especial no CCB em Lisboa a 11 de Maio (mais informações em baixo).
Foto: Perseu Mandillo
actividades dos compositores editados pelo MIC​.​PT
Homenagem a Clotilde Rosa
88.º Aniversário do Nascimento

No dia 11 de Maio Clotilde Rosa (1930-2017), compositora editada pelo MIC.PT, teria celebrado o seu 88.º aniversário do nascimento. Por esta ocasião neste dia no Centro Cultural de Belém em Lisboa haverá uma Homenagem a esta artista e personalidade que marcou a História da Música de Portugal no século XX e nas primeiras décadas do século XXI. A Homenagem a Clotilde Rosa iniciar-se-á às 18h00 com uma Sessão Performativa, cujo programa consta de uma mostra de filmes com e sobre Clotilde Rosa, de comunicações pela pianista Ana Telles, pelo escritor João Rebocho e pelo Padre António Colimão, assim como de uma Mesa Redonda com participação de numerosas personalidades da vida musical, cultural e artística portuguesa, incluindo vários compositores editados pelo MIC.PT (Miguel Azguime, Christopher Bochmann, Manuel Pedro Ferreira, João Pedro Oliveira, Jaime Reis e Isabel Soveral), os filhos da compositora (José e Jorge Sá Machado), membros do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, e muitos outros participantes. Pelas 21h00 a Sessão será seguida por um concerto com a participação do GMCL, do Quarteto Saxofínia e de vários solistas de diferentes instrumentos. O programa do espectáculo inclui oito obras de Clotilde Rosa, entre as quais três terão as suas estreias absolutas - Waving II (2016), Interferências . 2.ª versão (1991- 2016) e Monólogo (2007-08).
Jaime Reis

Suoni Inauditi 2018 é o festival em Livorno (Itália) onde a 4 de Maio Jaime Reis realizará a espacialização das suas obras - Omniscience is a Collective; Phonopolis; Fluxus, Lift; Fluxus, pas trop haut dans le ciel; Jeux de l’Espace; e Fluxus, Transitional Flow (com o violista Matteo Tripodi) - e da música de Rui Dias (Big Bend) e João Pedro Oliveira (‘Aphâr), compositores editados pelo MIC.PT. Também em Maio, entre os dias 2 e 4 no ISSM "Pietro Mascagni" em Livorno, Jaime Reis conduzirá uma Masterclass - 2002-2018, from Synthesis Cycle to Sangue Inverso/Inverso Sangue. Adicionalmente, no dia 13 em Cagliari na Itália este compositor editado pelo MIC.PT fará uma apresentação - Festival DME Soundscape (Pedagogical) Projects - na Conferência Natura percepita, natura idealizzata. Na 2.ª metade do mês, entre os dias 18 e 25, Jaime Reis será ainda responsável pela realização da projecção sonora durante a digressão com a música de Karlheinz Stockhausen - Lisboa (ESML - Semana da Composição), Seia (Casa Municipal da Cultura), Porto (Casa da Música), Castelo Branco (Cine-Teatro Avenida) e Galiza (Festival Vertixe Sonora).
Miguel Azguime

A obra Trabalhos da madeira (2016/17) para marimba e electrónica de Miguel Azguime faz parte do programa do concerto da Orquestra de Câmara Portuguesa com a direcção artística de Pedro Carneiro, que irá decorrer a 31 de Maio no Centro Cultural de Belém em Lisboa. Este espectáculo inclui também obras de Leoš Janáček e Fernando Altube. A peça Trabalhos da madeira constitui uma meditação sobre a madeira em forma de música, sendo uma narrativa abstracta, que nos fala da extinção das madeiras preciosas e das desastrosas implicações sociais, económicas e culturais consequentes. No inicio do mês, no dia 2 no Auditório B2013 do ISCTE-IUL em Lisboa, Miguel Azguime participou na sessão do Ciclo de Encontros sobre Experiências Culturais reXistir onde, juntamente com a socióloga Paula Abreu, falou sobre o percurso da Miso Music Portugal, do MIC.PT, do Festival Música Viva e do O'culto da Ajuda. Adicionalmente, no dia 4 no Foyer do Teatro Nacional de São Carlos, este compositor editado pelo MIC.PT irá participar no ciclo Memórias da Ópera, no âmbito do qual realizará uma palestra sobre o tema: Nova Op-Era.
João Pedro Oliveira

Duas obras de João Pedro Oliveira, compositor editado pelo MIC.PT, serão apresentadas a 24 e 25 de Maio no Elektro Arts Festival em Cluj-Napoca na Roménia. A primeira - Rust para viola e electrónica (2014) - será tocada por Aida-Carmen Soanea durante o concerto intitulado Flows e dedicado à música mista, enquanto a segunda - Neshamah, acusmática para 8 canais com vídeo (2016) - faz parte do espectáculo de dança The Geometry of Echo com a direcção artística de Nicoleta Demian. Em Maio a música de João Pedro Oliveira faz ainda parte de mais três eventos: no dia 8 a obra Neshamah será tocada no âmbito do Noisefloor Festival no Staffordshire University no Reino Unido; e nos dias 2 e 3 a vídeomúsica Petals (2016) será apresentada, respectivamente - na Mostra de Vídeo Arte em Brasília no Brasil, e também no Festival Internacional de Video-Arte y Musica Visual em Colonia Juárez no México.
Fernando C. Lapa

A obra Canções populares transmontanas​ (2013), para quarteto de guitarras, de Fernando C. Lapa faz parte do programa dos espectáculos do Quarteto de Guitarras de Paris que terão lugar a 11 de Maio no Cine-Teatro de Ponte de Sor, e no dia 12 na Igreja do Convento de Santo António no Alter CulturFest - uma iniciativa promovida pelo Município de Alter do Chão que proporciona ao público uma fusão de géneros musicais numa viagem além-fronteiras. Em Maio a música deste compositor editado pelo MIC.PT será apresentada ainda no próximo dia 20 na Igreja dos Redentoristas no Porto, pelo Coro ANIMA MEA dirigido por Francisco Melo (Precónio Pascal para coro, solistas, duas flautas, trompete, piano e órgão); e no dia 27 na Culturgest em Lisboa pelo o Ensemble Darcos dirigido por Nuno Côrte-Real (Destinos para soprano, viola, violoncelo e piano).
Filipe Lopes

Embodied Natures - a Sensitive Perspective (2015) é uma performance de Isabel Costa - artista visual e performativa - com música electroacústica de Filipe Lopes, compositor editado pelo MIC.PT, que será apresentada no próximo dia 13 de Maio no Cais de Gaia em Vila Nova de Gaia, no contexto do Festival DDD - Dias da Dança (Porto - Matosinhos - Gaia). Assim fala Isabel Costa sobre este espectáculo - "Embodied Natures é uma performance que surge a partir de uma proposta de incorporação dos materiais recolhidos para um arquivo on-line: embodiednatures-workbook.blogspot.pt. O som, a cor e a textura, presentes no arquivo, revelam-se no corpo, enquanto potências plásticas, variáveis, que vão desde as formas, os cheiros, as tonalidades de luz, as temperaturas, as linhas... Estes elementos, quando entregues à consciência do corpo, expandem-se ao nível da perceção".
Pedro M. Rocha

Humanidade ergue-te/ Humanity rise-up (2018), obra de improvisação controlada com concepção e direcção de Pedro M. Rocha, compositor editado pelo MIC.PT, e realizada em colaboração com os seus estudantes da disciplina de Oficina de Composição III da Academia de Amadores de Música, foi estreada no passado dia 20 de Abril na Igreja do Loreto em Lisboa. Como diz Pedro M. Rocha - "esta peça pode ser vista como uma «reflexão sonora» sobre a possibilidade da humanidade construir um mundo melhor, mediante a adopção de um caminho mais espiritual".
Música de Compositores Portugueses no Festival Música Viva 2018

A propósito da passagem dos 70 anos sobre a invenção da música concreta e dos 90 anos sobre o nascimento de Karlheinz Stockhausen o Festival Música Viva 2018, esta vez com o tema O Insustentável do Ser!, propõe um vastíssimo panorama sobre a música electroacústica, para celebrar aquela que foi uma das maiores revoluções musicais de todos os tempos. O prorgama do evento - a decorrer entre os dias 19 e 26 de Maio no O'culto da Ajuda em Lisboa - inclui não só grandes nomes da música dos séculos XX/XXI (Horacio Vaggione - compositor em destaque no Música Viva 2018; e Karlheinz Stockhausen, Pierre Schaeffer, Jonathan Harvey, Iannis Xenakis, Edgard Varèse, Morton Subotnick, Jean-Claude Risset ou John Chowning), mas também obras e a participação de vários compositores portugueses da actualidade, muitos deles editados pelo MIC.PT: Miguel Azguime, Carlos Caires, António de Sousa Dias, António Ferreira, José Luís Ferreira, Paulo Ferreira-Lopes, Cândido Lima, João Pedro Oliveira, Carlos Marecos, Rui Penha, João Castro Pinto, Jaime Reis, Pedro M. Rocha e Igor C. Silva. O Música Viva 2018 são oito dias e 15 Encontros de intensa actividade, entre cursos, conferências e concertos, para afirmar a criação musical do nosso tempo, um tempo no qual a arte teima em ser livre e em resistir contra as lógicas hegemónicas do número e da quantificação, superlativando a qualificação da inteligência e do sensível do humano… O Insustentável do Ser!.
Música de Compositores Portugueses
para oboé e piano

Obras dos dois compositores editados pelo MIC.PT: Os Contos do Oboé de Ricardo Matosinhos e Saudade para oboé solo de Manuel Pedro Ferreira; e ainda Suite Romantique de António Fragoso, Sonatina Breve para oboé e piano de Anne Victorino d’Almeida, Bergerettes para oboé solo de Sérgio Azevedo e Três Peças Atlânticas de Eurico Carrapatoso; constituem o programa dos espectáculos de Courtney Miller (oboé) e Réne Lecuona (piano), que irão decorrer na segunda metade de Maio em vários locais em Portugal, nomeadamente: no dia 17 na Escola Superior de Música de Lisboa no contexto da Semana da Composição, no dia 18 na Escola de Música do Conservatório Nacional, no dia 23 no Museu Nacional de Machado de Castro em Coimbra, no dia 28 no Auditório da Fundação Átrio da Música em Viana do Castelo e no dia 30 na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo no Porto (Café-Concerto Francisco Beja). O programa da digressão destas duas instrumentistas americanas intitulada Perspectives: Oboe Music from Portugal inclui também workshops/masterclasses e antecede o lançamento de uma edição discográfica.
Novas obras de Compositores Portugueses
pelo Ensemble Darcos

No dia 27 de Maio, na rampa que dá acesso às Galerias da Culturgest em Lisboa, o Ensemble Darcos dará um concerto inteiramente dedicado à música portuguesa da actualidade. Este programa inclui duas obras dos compositores editados pelo MIC.PT - estreia absoluta de uma nova peça de João Madureria (encomenda da Temporada Darcos 2018) e também Destinos (2010-13) para soprano, viola, violoncelo e piano de Fernando C. Lapa, sobre poemas de José Manuel Mendes. A par com estas obras serão apresentadas ainda duas peças em estreia dos compositores emergentes Fábio Cachão e Tomás Borralho (também encomendas da Temporada Darcos 2018) e Noite Antiquíssima (1999) para soprano, violino, contrabaixo e piano de Nuno Côrte-Real, sobre a ode de Álvaro de Campos Vem, Noite antiquíssima e idêntica. Este espectáculo intitulado Mosaico contará com a participação de: Nuno Côrte-Real (declamação e direcção musical), Inês Simões (soprano), José Pereira (violino), Reyes Gallardo (viola), Filipe Quaresma (violoncelo), Pedro Wallenstein (contrabaixo) e Helder Marques (piano).
Música de Compositores Portugueses
pelo Electric.PT/Collective

O Sax@Sul - 2.º Encontro de Saxofone do Algarve, que irá decorrer entre os dias 18 e 20 de Maio em Portimão, inclui na sua programação um concerto com obras de quatro compositores portugueses, três dos quais são editados pelo MIC.PT: João Pedro Oliveira (Angel Rock), Rui Penha (Cellular) e Igor C. Silva (Smart-alienation). Os outros artistas cuja música compõe este programa, que será apresentado no dia 18 pelo Electric.PT/Collective no Teatro Municipal de Portimão, são: Rodrigo Lima (estreia absoluta de uma nova obra) e Louis Andriessen (Workers Union). Depois do sucesso da 1.ª Edição em 2017, com a produção da Contramaré e em parceria com a EBS da Bemposta e com direcção artística de Filipe Valentim, a 2.ª Edição do Sax@Sul terá como tema central: O Saxofone e os Estados Unidos da América.
 
música hoje na antena 2
4 de Maio de 2018, à 1h00
Festival Música Viva 2018

Um programa dedicado à música electroacústica, a propósito da realização do Festival Música Viva 2018, entre 19 e 26 do corrente mês. Um Festival de oito dias de intensa actividade, que propõe percorrer um vastíssimo panorama sobre a música electroacústica que completa 70 anos em 2018. Música Hoje propõe a escuta de obras electroacústicas de diferentes compositores, portugueses e estrangeiros, que contribuíram para uma verdadeira revolução musical do século XX. O festival lembra também os 90 anos do nascimento de Karlheinz Stockhausen, que Música Hoje evocará também com obras suas.

18 de Maio de 2018, à 1h00
Festival Música Viva 2018

Música Hoje dedica esta emissão a gravações de música electroacústica, tendo de novo como pretexto a realização da 24.ª edição do Festival Música Viva, entre 19 e 26 de Maio, este ano com o lema O Insustentável do Ser! Um Festival que o programa Música Hoje acompanhará de perto, sugerindo a audição de obras electroacústicas (e não só) das últimas décadas, passados 70 anos da invenção da música concreta e 90 anos sobre o nascimento de Karlheinz Stockhausen.
partituras MIC​.​PT
A edição de partituras pelo MIC.PT tem como objectivo a distribuição de partituras de obras de compositores portugueses, fomentando a escolha de obras portuguesas por parte de instrumentistas, ensembles e programadores; e ainda o seu estudo no meio académico.
EDIçÕES DIGITAIS MIC​.​PT
Clotilde Rosa . Dossier n.º 19 (PT e EN)

Este mês de Maio, no contexto da série dos Dossiers . Compositores Portugueses dos séculos XX e XXI, serão editadas e disponibilizadas on-line duas novas publicações - a versão portuguesa e inglesa do Dossier n.º 19 dedicado a Clotilde Rosa.
Edição: MIC.PT
novos CD no MIC​.​PT
Borealis Ensemble . Música nova
para instrumentos antigos (I)

Obras de António Chagas Rosa, Sara Carvalho, Vasco Negreiros, Pedro Junqueira Maia; na interpretação do Borealis Ensemble: António Carrilho (flautas de bisel) e Helena Marinho (piano)

Edição: MPMP/UA
estreias recentes
Sofia Sousa Rocha
aproximações

8 de Abril, Auditório José Sarmento, Mercado Cultural do Carandá, Braga
Orquestra de Cordas Dedilhadas do Minho
Helena Pereira e Beatriz Martinho . percussão
Rui Gama . direcção musical
José Carlos Sousa
Solilóquio I

12 de Abril, Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, Clube de Viseu
Carlos Canhoto . saxofone
Jaime Reis
Inverso Sangue – Âmbar B

12 de Abril, Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, Clube de Viseu
Carlos Canhoto . saxofone
Amílcar Vasques-Dias
Bailações sob a olaia

12 de Abril, Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, Clube de Viseu
Carlos Canhoto . saxofone
Hugo Vasco Reis
Transparent(e)

14 de Abril, Cambridge Art Association, New School of Music, Cambridge, Boston, EUA
Jessi Rosinski . flauta
Ashleigh Gordon . viola
Amanda Romano . harpa
João Pedro Oliveira
Tesseract

20 de Abril, Festival Mixtur 2018, Barcelona, Espanha
vídeomúsica
Patrícia Sucena de Almeida
Desperatio (piano piece no. 5)

20 de Abril, City, University of London, Reino Unido
Ian Pace . piano
Pedro M. Rocha
Humanidade ergue-te/Humanity rise-up

20 de Abril, Igreja do Loreto, Lisboa
Rita Diogo e Raquel Francisco . teclados
Marta Vieira e Inês Carolino, órgão . Rui Durão, percussão
Filipe Barata, violoncelo . Leonor Afonso, violino
Pedro M. Rocha . direcção
Jaime Reis
Sândalo. Prata.

20 de Abril, Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, Museu Nacional Grão Vasco
Monika Streitová . flauta
Pedro Rodrigues . guitarra
Evgueni Zoudilkine
Illusiones II

20 de Abril, Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, Museu Nacional Grão Vasco
Monika Streitová . flauta
Pedro Rodrigues . guitarra
João Carlos Sousa
Reflexo das Sombras

20 de Abril, Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, Museu Nacional Grão Vasco
Monika Streitová . flauta
Pedro Rodrigues . guitarra
Amílcar Vasques-Dias
FLOR-MEDRONHO

20 de Abril, Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu, Museu Nacional Grão Vasco
Monika Streitová . flauta
Pedro Rodrigues . guitarra
Pedro Faria Gomes
Sonata

24 de Abril, Cardiff University Concert Hall, Reino Unido
Dryads Duo (violino e piano)
Fernando C. Lapa
Música para "Auto da Barca do Inferno"

27 de Abril, Dias da Música em Belém, Centro Cultural de Belém, Lisboa
Sara Barros Leitão . actriz; João Castro . actor
Toy Ensemble: Jed Barahal . violoncelo; David Lloyd . viola/violino; Ricardo Alves . clarinete/clarinete baixo; Magna Ferreira . voz/percussão; Christina Margotto . piano
Fernando C. Lapa
Música para "Auto da Barca do Purgatório"

28 de Abril, Dias da Música em Belém, Centro Cultural de Belém, Lisboa
Sara Barros Leitão . actriz; João Castro . actor
Toy Ensemble: Jed Barahal . violoncelo; David Lloyd . viola/violino; Ricardo Alves . clarinete/clarinete baixo; Magna Ferreira . voz/percussão; Christina Margotto . piano
Miguel Fonseca
Gargântua Herética 666

28 de Abril, Igreja de Santiago, Castelo de Palmela
Coro Setúbal Voz . Jorge Salgueiro, maestro
Rui Sidónio e Coro Valdeluz de Madrid
Fernando C. Lapa
Música para "Auto da Barca da Glória"

29 de Abril, Dias da Música em Belém, Centro Cultural de Belém, Lisboa
Sara Barros Leitão . actriz; João Castro . actor
Toy Ensemble: Jed Barahal . violoncelo; David Lloyd . viola/violino; Ricardo Alves . clarinete/clarinete baixo; Magna Ferreira . voz/percussão; Christina Margotto . piano
Actualidade
ENIM 2018 - VIII ENCONTRO DE INVESTIGAÇÃO EM MÚSICA . CONVITE À APRESENTAÇÃO DE COMUNICAÇÕES

O VIII Encontro de Investigação em Música - ENIM 2018 decorrerá no Instituto Politécnico do Porto, entre os dias 8 e 10 de Novembro de 2018. Investigadores de todo o mundo são convidados a submeter propostas de comunicação que ainda não tenham sido apresentadas em encontros anteriores. Aceitam-se também propostas de painéis com três a quatro oradores (no máximo) em torno de um mesmo tema. Todos os temas relevantes no âmbito da investigação em música serão contemplados. As propostas deverão ser submetidas através do envio de um resumo numa das línguas oficiais do ENIM (português, inglês ou castelhano) para os seguintes formatos: comunicações, painéis e comunicações com performance. O prazo para a recepção de propostas é 20 de Maio de 2018 (inclusive). O ENIM 2018 é organizado pela Sociedade Portuguesa de Investigação em Música (SPIM), Escola Superior de Educação (ESE) e Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo (ESMAE).
Agenda Catálogo de Partituras MIC.PT Espaço Crítica para a Nova Música PT MIC.PT EN MISOMUSIC.COM MIC.PT Youtube IAMIC Facebook Desactivar Subscrição