Cadernos da Criação Musical Portuguesa dos Séculos XX e XXI
No sentido de divulgar o material contido, por um lado, nos Em Focos do MIC.PT desde 2011, e por outro, na série das edições digitais Dossiers . Compositores Portugueses dos Séculos XX e XXI lançada no início de 2015, a equipa do MIC.PT concebeu e editou uma série de novas edições bilíngues impressas em papel, concretizada nos Cadernos da Criação Musical Portuguesa dos séculos XX e XXI.
Paralelamente à edição de partituras e outros materiais digitais do MIC.PT, através desta nova série de edições impressas pretendemos construir um retrato da arte musical da actualidade em Portugal, logo promovendo de uma maneira ainda mais efectiva a actividade dos numerosos compositores portugueses dos séculos XX e XXI, editados pelo MIC.PT. A série – Cadernos da Criação Musical Portuguesa dos séculos XX e XXI – constitui uma nova “visita” ao trabalho de cada um dos criadores, sendo um incentivo para investigar e (re)descobrir a sua música, assim como a sua reflexão estética, política e filosófica.

Presentemente, estão disponíveis em versão impressa 10 Cadernos da Criação Musical Portuguesa dos séculos XX e XXI; sendo que já estão em preparação mais cinco edições desta série para os próximos meses. Para mais informações visitem a secção Em Foco do MIC.PT de Setembro.

Foto: imagem ilustrativa . Pixabay
actividades dos compositores editados pelo MIC​.​PT
Novas Partituras
no MIC.PT

A partir deste mês de Setembro o MIC.PT edita e dis-ponibiliza 10 novas partituras de três compositores portugueses da atualidade: À PORTA DA MANHÃ – cânticos de Abril (2016) para guitarra portuguesa e guitarra clássica (dedicada ao Duo Raposo) e SALMODIA – da noite e da montanha (2017) para soprano, saxofone, viola, violoncelo e acordeão (encomenda do Síntese – GMC) de Cândido Lima; e ainda oito peças do ciclo Metamorphosis and Resonances (2014-17) para vários instrumentos solo de Hugo Vasco Reis – novo compositor editado pelo MIC.PT (mais informações em baixo).
Fernando C. Lapa

Criada no âmbito dos 10 anos do Quarteto Contratem-pus, a obra Varia-ções a partir de um coração assinada por Eduarda Freitas e Fernando C. Lapa – compositor editado pelo MIC.PT – será estreada a 21 de Setembro na Casa das Artes no Porto. Neste espectáculo a sonoridade dos instrumentos considerados convencionais à re-produção das canções originais, é substituída por uma formação de câmara: soprano, clarinete, violoncelo e piano. "Fazer da música tradicional portuguesa o centro de um projecto constitui em si mesmo um sinal: de quem sabe de onde veio e de onde é. Não nos move qualquer espécie de revivalismo passadista ou saudosista. Antes, a convicção de que vemos o mundo com olhos daqui, deste lugar e deste tempo" – diz Fernando C. Lapa.
António Pinho Vargas

Composto em 2015 o Concerto para Violino e Orquestra​ de António Pinho Vargas faz parte do programa dos con-certos da Orquestra Metropolitana de Lisboa sob a direcção de Pedro Amaral e com André Gaio Pereira (violino; Jovem Músico do Ano 2017) – a 21 de Setembro no Cine-Teatro Curvo Semedo em Montemor-o-Novo e no dia 28 na Fundação Calouste Gulbenkian (Festival Jovens Músicos). A música deste compositor editado pelo MIC.PT está também incluída nos programas dos dois concertos do Festival Cantabile em Lisboa – no dia 24 no Foyer do Teatro Nacional de São Carlos (Três Fragmentos para clarinete solo; 1985-88) e no dia 27 no Museu Nacional da Música no concerto pelos professores e alunos das master classes Dakapp/Cantabile.
Daniel Moreira

Beethoven quasi una fantasia, op. 27 n.º 2 é uma nova obra de Daniel Moreira – composi-tor editado pelo MIC.PT – que será estreada pelo Remix Ensemble sob a direcção de Peter Rundel, no próximo dia 18 de Setembro na Casa da Música no Porto. O programa deste espectáculo intitulado Para lá da Fantasia, que conta também com a participação de Pedro Burmester e Jonathan Ayerst (piano), inclui ainda a música de Julian Anderson, Johann Sebastian Bach, Ludwig van Beethoven e György Kurtág. Nascida sob a inspiração de Beethoven, a obra de Daniel Moreira constitui uma encomenda da Casa da Música e Kölnmusik.
Christopher Bochmann

Talking of Jasmie​ (2018) para cinco percussionistas é uma nova obra de Christopher Boch-mann que será estreada no a 28 de Setembro no Museu Nogueira da Silva em Braga, pelos alunos do Departamento de Música da Universidade do Minho. A peça foi encomendada a este compositor editado pelo MIC.PT pelo Instituto Confúcio da Universidade do Minho. "Sinto uma grande proximidade com a música de Bach: identifico-me absolutamente com a ideia de que a música seja uma extensão, ou uma expressão da vida" – diz Christopher Bochmann na entrevista dada ao MIC.PT em Junho de 2014.
Igor C. Silva

Blindspot Box (2018) para clari-nete baixo, elec-trónica, vídeo e iluminação é uma nova obra de Igor C. Silva que será es-treada a 3 de Se-tembro em Helsínquia (Vapaan Taiteen Tila) na Finlândia. Este espectáculo intitulado My Island, Your Shore por Maija Anttila (clarinete baixo e electrónica) e Katri Antikainen (projecção sonora e electrónica), que também inclui obras de Roope Mäenpää, Hannu Pohjannoro, I-lly Cheng e música improvisada, será novamente apresentado no dia 4 em Tampere (Tampereen Ylioppilasteatteri). Adicional-mente, este mês no dia 8 no Gaudeamus Muziekweek (Países Baixos), este compositor editado pelo MIC.PT conduzirá uma Sessão de Leitura com o Trash Panda Collective, onde os participantes desenvolverão esboços composicionais numa obra de maiores dimensões.
Luís Antunes Pena

A obra tracking noise #4​ (2018) para três performers e electrónica de Luís Antunes Pena será estreada a 19 de Setembro no Cinema Odeon em Colónia na Alemanha. Este espectáculo intitulado Hand Werk mit Strom pelo Ensemble Hand Werk, que também inclui obras de Andreas Eduardo Frank, Sam Pluta, Cathy Van Eck, Tobias Hagedorn, Simon Løffler e Sergej Maingardt, será novamente apresentado no dia 22 no Transart Festival em Bolzano (Itália). Em Setembro a música deste compositor editado pelo MIC.PT faz também parte dos dois concertos na Kunst-Station Sankt Peter (Colónia): no dia 1 Thomas Piel (violoncelo) apresenta a obra ...winterlich ruhende Erde... (2000) e no dia 8 Florentin Ginot (contrabaixo) estreará mais uma nova obra do compositor.
João Pedro Oliveira

Em Julho várias obras de João Pedro Oliveira foram distin-guidas no contexto de eventos dedica-dos a música elec-trónica e filme experimental. A peça Towdah (2009) recebeu o prémio para a melhor música apresentada na Conferência Sonic Crossings (Chipre); e as obras Petals e Neshamah (ambas de 2016 e disponíveis no canal viemo do compositor: www.vimeo.com/user6116411) foram pre-miadas no Latitude Film Awards (Reino Unido), respec-tivamente, com Medalha de Ouro (Melhores Efeitos Especiais) e Medalha de Prata (Melhor Filme Experimental). Outra obra deste compositor editado pelo MIC.PT, Storms (2018), será estreada a 12 de Setembro no MU.SA – Museu de Artes de Sintra. Esta iniciativa do International Videoarts Festival, e do Dia Internacional da Luz da UNESCO, inclui a estreia simultânea de obras de vídeo-música em 10 países diferentes. Este mês duas obras de João Pedro Oliveira serão também apresentadas nos Estados Unidos: no dia 7 a peça Vox Sum Vitae (2011) por Daniel Pate (vibrafone) no Further Complications Festival: Uptown Goes Brooklyn; e no dia 29 a obra Tesseract (2017) no Kansas City Performing Media Festival.
Hugo Vasco Reis . Novo Compositor Editado pelo MIC.PT

A partir deste mês de Setembro Hugo Vasco Reis junta-se ao grupo de Compositores Editados pelo MIC.PT, que presentemente inclui 64 criadores. Nascido em 1981 este compositor, guitarrista (guitarra portuguesa) e engenheiro tem no seu catálogo obras para orquestra, música de câmara, electroacústica e solista, inclusive o ciclo Metamorphosis and Resonances (2014-17), que agora faz parte do Catálogo de Partituras Editadas pelo MIC.PT. "Metamorphosis and Resonances são oito peças para instrumentos solo: piano, viola, flauta, violoncelo, clarinete baixo, harpa, acordeão e guitarra. A ideia comum a todas elas reflecte um diálogo de cumplicidade e conflito, prazer e angústia, entre o horizonte e o abismo, entre a metamorfose e a ressonância" – explica Hugo Vasco Reis na nota de programa.
Foto: Hugo Vasco Reis . www.hugovascoreis.com
Música de Compositores Portugueses em Itália . Maratona Soundscape

Obras electroacústicas dos três compositores editados pelo MIC.PT – Le bruit d’une porte qui... (2004) de José Luís Ferreira; Souks (2018) de José Carlos Sousa; Fluxus, pas trop haut dans le ciel (2017) de Jaime Reis – fazem parte do programa da Maratona Soundscape que vai decorrer no próximo dia 25 de Setembro em Florença (Itália), e que inclui também peças de compositores italianos, gregos, franceses, canadianos e argentinos. A projecção sonora das obras de compositores portugueses será realizada por Jaime Reis. O conceito principal desta Maratona, organizada no âmbito do projecto The Soundscape We Live In em colaboração entre várias entidades – incluindo o Festival DME (Portugal) – é a criação de um ponto de encontro entre várias culturas sonoras.
Foto: imagem ilustrativa . Pixabay
Novidades MIC.PT
Na 1.ª Pessoa . Novo Ciclo no Música Hoje

Na 1.ª Pessoa é um novo ciclo de programas no contexto da emissão radiofónica Música Hoje – produzida pela Miso Music Portugal e pelo Centro de Investigação & Informação da Música Portuguesa para a Antena 2 – que será lançado já este mês com três programas de rádio dedicados aos dois compositores editados pelo MIC.PT: Constança Capdeville (nos dia 7 e 21) e Jorge Peixinho (no dia 5 de Outubro). Nestas duas emissões serão reveladas em primeira mão as entrevistas históricas que Miguel Azguime, "anfitrião" do Música Hoje, fez a estes criadores em 1990 e 1992, respectivamente. São precisamente conversas com compositores em Portugal que construirão ao longo de muitos meses o ciclo Na 1.ª Pessoa – uma plataforma de comunicação dos mesmos com o público, que estarão quinzenalmente à conversa com Pedro Boléo para nos revelarem vários aspectos do seu universo sonoro: desde as questões ligadas à estética e técnica composicional, passando por reflexões de cariz filosófico ou mesmo político, até aos assuntos mais práticos que dizem respeito ao seu dia-a-dia. Para cada um dos programas os convidados do Música Hoje escolherão também obras marcantes no seu percurso.
Mais uma oportunidade pois para conhecer melhor os compositores portugueses, os compositores activos em Portugal e a sua música através desta emissão radiofónica; sempre às sextas-feiras, de duas em duas semanas, à 1h00 da madrugada na Antena 2. Na 1.ª Pessoa é apresentado por Pedro Boléo, com coordenação de Jakub Szczypa e assistência técnica de André Hencleeday.
Foto: imagem ilustrativa . Pixabay
Actualidade
Prémio de Composição SPA/Antena 2 . Vencedores

Com a obra Two elegies framing a march, o compositor Nelson Jesus venceu por unanimidade a 7.ª Edição do Prémio de Composição SPA/Antena 2. O júri constituído pelo maestro Jan Wierzba (Presidente) e pelos professores e compositores António Chagas Rosa e Ivan Moody, decidiu também atribuir igualmente a Luís Salgueiro uma Menção Honrosa pela sua obra Bokeh. A obra vencedora do Prémio de Composição SPA/Antena 2 tem estreia marcada no Concerto de Gala do Festival Jovens Músicos, que irá decorrer na segunda metade de Setembro na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa.
Foto: Nelson Jesus
1.º Curso de Composição Electroacústica

Organizado e promovido pela Associação Cultural Miso Music Portugal, o 1.º Curso de Composição Electroacústica constitui uma proposta de ensinamento sistemático em Composição de Música Electroacústica sobre suporte, com características únicas e inovadoras em Portugal. Esta iniciativa beneficia dos recursos logísticos e técnicos disponíveis no O’culto da Ajuda em Lisboa, onde está instalada de forma permanente uma Orquestra de Altifalantes de 40 elementos, que proporciona condições de excelência para a prática da composição musical, a abordar no contexto de um pluralismo estético. Com inscrições abertas até ao dia 30 de Setembro, o curso com um número máximo de 12 participantes, terá inicio em Outubro de 2018 e irá desenvolver-se sobre quatro semestres. O corpo docente assenta na direcção pedagógica, coordenação e docência de António Ferreira, com a participação de Miguel Azguime e António de Sousa Dias.
Foto: imagem ilustrativa . Pixabay
 
música hoje na antena 2
7 de Setembro de 2018, à 1h00
Na 1.ª Pessoa
Constança Capdeville
. Parte 1

Em Setembro o Música Hoje inicia um novo ciclo de programas intitulado Na 1ª Pessoa: conversas com os compositores portugueses dos séculos XX e XXI, que construirão ao longo de muitos meses este próprio ciclo; e que pretendemos que seja uma plataforma privilegiada de comunicação dos mesmos com o público, quinzenalmente, à conversa com Pedro Boléo para nos revelarem vários aspectos do seu universo sonoro. Para começar será revelada em primeira mão uma entrevista histórica que Miguel Azguime, "anfitrião" do Música Hoje, fez a Constança Capdeville na sua própria casa em 1990, e que naturalmente servirá para dar a ouvir a música desta compositora marcante da música portuguesa do século XX.

21 de Setembro de 2018, à 1h00
Na 1.ª Pessoa
Constança Capdeville
. Parte 2

Depois do programa anterior com o qual Música Hoje iniciou um novo ciclo de programas intitulado Na 1ª Pessoa e com o qual revelámos a primeira parte de uma entrevista inédita com Constança Capdeville, prosseguimos nesta emissão com a segunda parte desta entrevista a Constança Capdeville.
Novas partituras no MIC​.​PT
A edição de partituras pelo MIC.PT tem como alvo a distribuição de partituras de obras de compositores portugueses, fomentando a escolha de obras portuguesas por parte de músicos e programadores; e ainda o seu estudo no meio académico.

Novas partituras editadas pelo MIC.PT:
Cândido Lima (CL0176)
À PORTA DA MANHÃ – cânticos de Abril (2016)
guitarra portuguesa, guitarra clássica
Cândido Lima (CL0177)
SALMODIA – da noite e da montanha (2017)
soprano, saxofone, viola, violoncelo e acordeão
Hugo Vasco Reis (HVReis0001)
Metamorphosis and Resonances for piano solo (2014)
piano
Hugo Vasco Reis (HVReis0002)
Metamorphosis and Resonances for flute solo (2015)
flauta
Hugo Vasco Reis (HVReis0003)
Metamorphosis and Resonances for viola solo (2015)
viola
Hugo Vasco Reis (HVReis0004)
Metamorphosis and Resonances for cello solo (2016)
violoncelo
Hugo Vasco Reis (HVReis0005)
Metamorphosis and Resonances for accordion solo (2017)
acordeão
Hugo Vasco Reis (HVReis0006)
Metamorphosis and Resonances for bass clarinet solo (2017)
clarinete baixo
Hugo Vasco Reis (HVReis0007)
Metamorphosis and Resonances for guitar solo (2017)
guitarra
Hugo Vasco Reis (HVReis0008)
Metamorphosis and Resonances for harp solo (2017)
harpa
novos CD no MIC​.​PT
Luís Tinoco
The Blue Voice of the Water

Obras de Luís Tinoco:
O sotaque azul das águas (2015) Concerto de violoncelo (2016/17) Frisland (2014) . Before Spring, a Tribute to The Rite (2010, rev. 2013)

Edição: Odradek Records
Cândido Lima . Oceanos (LP)

Obras de Cândido Lima:
Oceanos (1978/79) . Autómatos da Areia (1978/84) . Lendas de Neptuno (1987)


Edição: Grama
Filipe Pires . Canto Ecuménico (LP)

Obras de Filipe Pires:
Canto Ecuménico (1979) . Litania (1972) . Homo Sapiens (1972)



Edição: Grama
estreias recentes
Christopher Bochmann
Lalula: a triple trio
5 de Julho, Auditório da EPABI, Covilhã
Grupo de Música Contemporânea de Lisboa
Pedro Figueiredo (direcção)
Rúben Borges
Karesansui
5 de Julho, Universidade de Évora
Frederic Cardoso (clarinete baixo)
Nuno da Rocha
Le Doux Monstre d’Élise
6-8 de Julho, Villeneuve-lès-Avignon, França
Aurélie Turlet, Alain Iltis (barítono)
Eduarda Melo (soprano) . Asko|Schönberg Ensemble
Nuno da Rocha e Jamie Man
L’Enfant
6-8 de Julho, Villeneuve-lès-Avignon, França
Solal Forte, Alain Iltis (barítono)
Eduarda Melo e Raphaèle Andrieu (sopranos)
Asko|Schönberg Ensemble
Igor C. Silva
My Empty Hands
12 de Julho, Teatro Helena Sá e Costa, Porto
Drumming – Grupo de Percussão
Daniel Schvetz
Anagnóstis
17 de Julho, Folefest, Casa da Música, Porto
Fernando Brites (acordeão)
Paulo Jorge Ferreira
Lumen
17 de Julho, Folefest, Casa da Música, Porto
Colapseis
António Pinho Vargas
Montagem: Orson Welles – Quarteto de Cordas n.º 4
19 de Julho, Cine-Teatro Garrett, 40.º FIMPV - Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim
Quarteto Verazin
Rodrigo Bacelar
Recorda
19 de Julho, 40.º FIMPV, Póvoa de Varzim
Quarteto Verazin
João Madureira
Requiem pela Aurora de Amanhã
20 de Julho, 44.º Festival Estoril Lisboa, Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa
Orquestra Metropolitana de Lisboa . Voces Caelestes
Pedro Neves (maestro) . Sérgio Fontão (direcção)
José Tolentino Mendonça (texto e narração)
Jonas Runa
Reunion XXI
20 de Julho, Ephemera, Baía do Tejo, Parque Empresarial do Barreiro
Jonas Runa vs José Pacheco Pereira . performance
Jonas Runa
‘Oumuamua
20 de Julho, Ephemera, Baía do Tejo, Parque Empresarial do Barreiro
Jonas Runa vs José Pacheco Pereira . performance
David Miguel
Sorrow came and wept
21 de Julho, ZêzereArts 2018, Convento de Cristo, Tomar
Coro e Orquestra Sinfónica ZêzereArts
Isabel Alcobia (soprano) . Brian MacKay (direcção)
Eurico Carrapatoso
Te Deum em louvor da paz
25 de Julho, 44.º Festival Estoril Lisboa, Igreja de São Roque, Lisboa
Grupo Vocal Olisipo . Armando Possante (direcção)
Tiago Bentes Rosário (piano)
Jorge Peixinho
Glosa IV
13 de Agosto, Universidade de São Paulo, Brasil
Miguel Rocha (violoncelo)
João Pedro Oliveira
Enigma
13 de Agosto, Universidade de São Paulo, Brasil
Duo Sigma . Ana Cláudia de Assis (piano)
Miguel Rocha (violoncelo)
Prémio Jovens Músicos . Festival Jovens Músicos 2018

Na sua 32.ª edição o Prémio Jovens Músicos (PJM), promovido anualmente pela Antena 2 – RTP, volta a colaborar com a Fundação Gulbenkian para a realização do 8.º Festival Jovens Músicos (FJM), que decorre ao longo de três dias – de 27 a 29 de Setembro – nos auditórios e outros espaços da Fundação em Lisboa. A programação do FJM inclui painéis de debate, concertos e recitais com a Orquestra Gulbenkian sob a direcção de Jan Wierzba e com agrupamentos e solistas convidados (Orquestra Divino Sospiro sob a direcção de Massimo Mazzeo; Ensemble Darcos; Orquestra Zohra; Orquestra Metropolitana de Lisboa dirigida por Pedro Amaral e com o violinista, Jovem Músico do Ano 2017, André Gaio Pereira). O FJM dará a conhecer os artistas laureados nas diversas disciplinas a concurso e consagrará o Jovem Músico do Ano no concerto de encerramento. Como nas edições anteriores, a música portuguesa terá uma forte presença no Festival, com a audição de obras de destacados compositores (Concerto para Violino e Orquestra de António Pinho Vargas) e com a apresentação de novas criações em primeira audição absoluta: Concerto para Flauta de bisel e Orquestra Barroca de Nuno da Rocha e Two elegies framing a march de Nuno Jesus (vencedor da 7.ª Edição do Prémio de Composição SPA/Antena 2), entre outras.
Foto: imagem ilustrativa . Pixabay
Agenda Catálogo de Partituras MIC.PT Espaço Crítica para a Nova Música MIC.PT EN MISOMUSIC.COM MIC.PT Twitter IAMIC Facebook Desactivar Subscrição